PALAVRA DE DEUS

POR: Manuel Venade Martins (Pastor Evangélico)

E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. E isto, disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não foi dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado. (João 7:37-39)

INTRODUÇÃO

O povo do Senhor da antiga dispensação do Antigo Testamento (pacto) trazia ao sacerdote o primeiro molho das primícias dos excelentes cereais. O sacerdote, por sua vez, ele o movia perante o Senhor, aos olhos da congregação de Israel, com tanta gratidão, louvor e adoração. (Ler Levítico 23:1-25)

Esta festividade estava em conexão com a festa da Páscoa. O sacerdote também sacrificava, nessa festa, um cordeiro, conforme podem ver no verso 12. A grande conexão entre ambas as festas apontava para a vinda da terceira pessoa, o Espírito Santo para ficar connosco, e nos guiar neste pobre mundo. Israel perdeu a visão do Espírito Santo, porque perdeu o Senhor Jesus; o mundo de agora perde a visão, porque não tem Jesus, não nasceu de novo e, por conseguinte, não recebe o Espírito Santo (Paracleto).

Apenas há um povo na face de toda a terra, que vive adora e serve a Deus, porque crê em Jesus Cristo, como único e suficiente Salvador, crê em Deus e tem recebido o divino Espírito Santo. Pensa leitor nisso, porque não possuis o Espírito Santo? Mas ainda o podes receber. Somente necessitas nascer de novo. (João 3:3)

COMENTÁRIO

VOCÊ CONHECE O ESPÍRITO SANTO?

Deus enviou o Espírito Santo à igreja, dando-lhe os Seus dons, e em breve a mesma será levada para se unir a Jesus, o Noivo, na Glória. Este é, pois, um tempo de preparação. Não podemos conceber a verdadeira igreja sem a operação do Espírito Santo, porque ela é sobrenatural e o corpo místico de Cristo.

Por conseguinte, não há substituto para o Espírito Santo, e tentar substituí-lo pelos talentos humanos, organizações, programas, dinheiro, poder político ou qualquer outra coisa, é destruir os fundamentos bíblicos e, ao mesmo tempo, reduzir os mistérios de Deus ao nível terreno, ficando apenas com o humano, o natural, com aquilo que pode ser criado, mantido e explicado pelo homem e pela religiosidade, desobedecendo e desagradando ao Altíssimo Deus.

A Igreja genuína, envolve mistérios maravilhosos, pelo que necessitamos do Espírito Santo para nos revelar os mesmos. Caros irmãos em Cristo, nós devemos ser considerados pelos homens como ministros de Cristo e despenseiros dos ministérios de Deus. (1ª Coríntios 2:7)

O mistério da Salvação: Nicodemos perguntou a Jesus: Como pode ser isso? Embora fosse um erudito, ele não podia compreender o mistério da salvação ou do novo nascimento. A salvação genuína é um mistério revelado pelo Espírito Santo. Não fiquemos pois satisfeitos em ver apenas muitas pessoas nos templos, mas certifiquemo-nos se são almas nascidas de novo. Penso, em especial, nos filhos dos crentes que praticamente nascem e crescem no seio da Igreja, o que não os exclui de precisarem igualmente de salvação.

O mistério da Igreja: A igreja não é um edifício visível e tangível, nem tampouco uma organização religiosamente humana, pôr o ajuntamento e união de todos os remidos; não é uma organização morta, mas um organismo vivo. É sem dúvida um grande mistério a união de todos os crentes, de todas as raças, cores e nacionalidades.

Somente o Espírito Santo pode-nos revelar tal mistério e, ao mesmo tempo, torná-lo possível na prática. Há por aí movimentos que estão a tentar unir todos os cristãos, porém são incapazes de o fazer, pois só o Espírito Santo consegue realizar tal obra.

O mistério da Piedade: O mistério da piedade implica que devemos ser como Deus, isto é, santos, puros e, irrepreensíveis. Note-se que está escrito na Bíblia: Sem dúvida alguma. Quer dizer sem controvérsia. A piedade é um valor absoluto, pelo que não muda com os tempos nem com os lugares. Devemos continuar a ser santos. O pecado e o mundanismo querem invadir a Igreja de Cristo. No primeiro século da Era Cristã a Igreja entrou no mundo, desfazendo a obra de Satanás, porem hoje o mundo está a entrar na igreja de Cristo.

A Bíblia diz que já o mistério da injustiça opera. Um poder perverso e misterioso está a tentar destruir a Igreja. Carecemos muito que o Senhor nos ajude a manter a vitória até ao fim. Nos dias atuais a piedade e a santidade são virtudes desprezadas.

Ministros do Evangelho (religiosos) há, nos nossos dias, que têm profanado as coisas santas do Senhor, não fazendo diferença entre o santo e o profano. Que terrível cegueira há nesses dirigentes que têm caído na mais grosseira imoralidade.

O Espíritos Santo veio preparar uma bela Vinha para Jesus, o qual esperava que desse uvas, mas deu uvas bravas. (Isaías 5:1-2)

< Voltar