PALAVRA DE DEUS

POR: Manuel Venade Martins (Pastor Evangélico)

E tirando-os para fora, disse: Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar? E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo, e serás salvo, tu a tua casa. (Atos 16:30-31)

INTRODUÇÃO

Várias situações podem ocorrer à volta de nossas vidas, por exemplo, conforme se lê: Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo. (1ª Tessalonicenses 5:9)

Quando Deus criou o ser humano, Deus o fez com livre arbítrio, por outras palavras, o leitor escolherá, ou não, poder ser salvo. Deus não nos destinou para a condenação, mas poder adquirir a salvação, através da crucificação do Senhor Jesus, que derramou seu sangue por amor ao leitor.

Se ainda não rendeu o seu coração ao Senhor, deverá fazê-lo, para sua vitória. Deus lhe mostra em sua Palavra, acima escrita, que tem a oportunidade de ser salvo da condenação. Mas a palavra aquisição equivale de sua parte a ter que tomar sua própria decisão. Ninguém o pode fazer por si, tem de ser você mesmo. Que Deus te ajude.

COMENTÁRIO

COMO SER SALVO?

E por termos quebrado as leis de Deus e transgredido os seus mandamentos, é que todos somos classificados de pecadores. E, por isso, todos necessitamos dum Salvador. É possível que encaremos o pecado como uso normal, referindo-se a ele como fraqueza humana. Há muitos que estão a chamar ao pecado um lapso social. Podemos chamar-lhe uma tragédia, queremos disfarçá-lo sob o nome de sorte, mas Deus declara que é uma abominação. O homem procura desculpar-se do pecado, mas Deus procura torná-lo cônscio dele e salvá-lo. O pecado é uma coisa terrível que conduz à morte eterna. Temos de chamar ao pecado pelo seu próprio nome. Temos de dizer aos homens que pecado é pecado. Não é possível conseguir pintar com tinta branca aquilo que Deus tem mostrado ser negro. E não podemos deixar de empregar as mesmas palavras que as Escrituras usam para descrever o futuro daqueles que morrem nos seus pecados.

Os nossos pecados fazem separação entre nós e Deus. Deus é santo, e no céu não entrara coisa alguma contaminada, lê-se. (Apoc. 21:27) Que enorme abismo entre Deus, que é Santo, e nossa profunda derrota de miseráveis homens que nós somos! Quem nos livrará do castigo que merecemos? Que havemos de fazer? Quem salvará os pecadores? Os homens têm criado salvadores e intermediários que, de forma alguma, não os poderão librar da justiça divina. E até têm inventado maneiras de perdoar pecados, por certos meios.

Se houvesse qualquer outro meio pelo qual o homem pudesse ser salvo e libertá-lo do pecado, Deus não teria a necessidade de se tornar homem. Cristo tomou a forma de servo, tornando-se um homem de carne como a nossa, mas sem o pecado e a perversidade humana; pobre, mas tendo ao seu dispor riquezas universais: não resistindo à violência e aos insultos dos seus inimigos, mas podendo, chamar legiões de anjos em seu auxílio; submetendo-se voluntariamente ao mais cruel sofrimento; contando no número dos malfeitores e sofrendo a morte numa cruz, para levar-nos a Deus. (1ª Pedro 3:18)

Que é necessário fazer para nos salvarmos? Que é necessário fazer para sermos perdoados? Eis a resposta dada pelas Escrituras Sagradas. Arrependei-vos e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados. (Atos 3:19)

Arrependimento quer dizer uma mudança de ideias, ou de pensamentos, uma mudança no espírito que afeta profundamente todo o ser. É uma palavra que significa completa revolta no indivíduo. A antiga indiferença para com Deus, de pecador arrependido, dá lugar ao verdadeiro temor de Deus; em vez de se alegrar no seu pecado, foge dele, seguindo a justiça a piedade e a fé. O perdão dos pecados, a salvação e a vida eterna são tesouros que não se compram, nem se vendem, mas que são oferecidos gratuitamente por Deus a todos aqueles que, sinceramente arrependidos, se lançam aos pés do Seu Filho Jesus Cristo. Jesus perdoa, justifica, salva, liberta e reconcilia o pecador com Deus. O incrédulo, o que vive o pecado, é um escravo do pecado de si próprio e de Satanás. (João 8:34)

Não choremos por causa da morte de Jesus, choremos antes por causa dos nossos pecados, porque foram eles que o levaram à Cruz. Entristeçamo-nos por causa deles, busquemos o perdão de Deus, então, sentiremos a alegria da salvação. A tristeza, segundo Deus, opera o arrependimento e conduz à salvação e à libertação do mal. (2.ª Coríntios 7:10). Faça a melhor escolha, em sua vida, escolha ao Senhor Jesus, como seu único e suficiente Salvador. Ámen.

< Voltar