PALAVRA DE DEUS

POR: Manuel Venade Martins (Pastor Evangélico)

Nossos pais comeram o maná no deserto, como está escrito: Deu-lhes a comer o pão do céu. Disse-lhes, pois, Jesus: na verdade, na verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu; mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu. Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo. Disseram-lhe, pois: Senhor, dá-nos sempre desse pão. E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede (João 6:31-35).

INTRODUÇÃO

Se o amado irmão na fé, ou mesmo um leitor, que está lendo este artigo, e está enfrentando várias dificuldades financeiras; olhe o que a Palavra do Senhor diz, para si, no livro dos Salmos: Bem-aventurado aquele a quem tem o Deus de Jacó por seu auxílio, e cuja esperança está posta no Senhor seu Deus. Que faz justiça aos oprimidos; que dá pão aos famintos. O Senhor solta os encarcerados (Salmo 146: 5,7).

O Senhor criador dos Céus e da terra, e que fez aparecer do nada, tudo que nós vemos neste planeta. Ele é o único Deus verdadeiro, no qual o leitor deve confiar, promete fazer justiça, no seu caso se estiver passando ou vivendo com dificuldade financeira. Para encontrar sustento necessário para si e sua família. Ele promete-lhe dar o pão necessário em sua mesa. Não se esqueceu de si, eis que os olhos do Senhor estão sobre a tua vida.

Uma vez que em ti continua a resplandecer a luz do Evangelho, que é a luz de Jesus, que alumia a todo aquele que na verdade crê, no Senhor Jesus, e o aceita como seu único e suficiente Salvador.

COMENTÁRIO


C
RISTO JESUS É O PÃO DO CÉU

A fome física afeta os mais carenciados, todavia a fome espiritual, a fome da Palavra de Deus, atinge toda a humanidade, ricos e pobres, sábios e ignorantes. O Senhor Jesus Cristo, o Filho de Deus, disse estas palavras: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede. O Senhor é o pão do Céu para saciar os espiritualmente famintos. Ele salva, cura e liberta.

Diz a Bíblia Sagrada: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus (Mateus 4:4). A Palavra do Senhor também nutre a alma necessitada. Quem recebe esse pão espiritual; quem recebe Cristo pela fé, arrependido dos seus pecados desfrutará a certeza da vida eterna. Amado leitor, sacie sua alma carente, procedendo como o filho pródigo da conhecida parábola. Leia em Lucas 15:11-32 a bela parábola apresentada por Jesus, e faça um exame de consciência (v.17). O filho pródigo tornando em si, isto é, caiu em si, chegou à razão, começou a ver as coisas como de facto deviam ser vistas. O jovem da parábola analisou e pensou bem sua deprimente situação, longe da casa do pai. Caro amigo, não te deixes amedrontar por quem quer que seja! Pense e atue por si próprio; busca a tua salvação. Recorda-te que nada conseguirás longe de Deus.

Vivemos num mundo materialista, indiferente quanto às realidades divinas, um dia, porém, todos prestarão contas ao Criador. Está escrito que Deus tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo (Atos 17:31). Na parábola em apreço, o filho insensato e esbanjador caiu em si, despertou para a realidade. Foi a partir daí que se iniciou a recuperação, a restauração do seu triste estado.

TOMA UMA DECISÃO: (v.s. 18, 20) O mancebo, após cair em si, levantou-se, saiu dessa situação de pobreza e assentou no coração ir para casa do pai a fim de satisfazer a fome que sentia. Faz como o filho pródigo: Assenta no coração chegar-te a Deus. Encaminha-te firmemente para a casa do Pai celestial, alimenta-te da Palavra divina que permanece para sempre e prova o pão do Céu! Deus, o Pai, espera pelo leitor. Ele tem pão em abundância para te dar. Sê firme nesta decisão e experimentarás o que inúmeras pessoas continuam a usufruir, amor, paz e salvação.

RECONHEÇA A SUA CONDIÇÃO: (v.s. 18, 21) Exclamou o jovem, pequei de facto, todos pecaram. Não há um justo, nem um sequer, como ensinam as Escrituras. Por causa do pecado, toda a criatura humana está separada de Deus, não podendo, por si mesma, fruir a vida divina, e a eterna salvação. O pecado é o cancro da alma; ele afasta-nos do Criador uns dos outros. A terra só conheceu um habitante, digamos, que nunca pecou: nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Por isso Ele pode perdoar os nossos pecados. Lê-se na Bíblia se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Declara mais a Escritura: Se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Está ainda escrito: Se confessarmos nossos pecados, ele (o Senhor) é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça. Assevera finalmente a Palavra de Deus: O que encobre as suas transgressões, nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia. (Provérbios 28:13).

DISPONHA-SE A VIR À IGREJA: (v. 19) O moço da parábola resolveu dizer ao seu pai, faz-me como a um dos teus jornaleiros. Ele estava disposto a servir na casa do pai, e a casa do Pai pode ser a igreja local, onde tantos famintos do Evangelho recorrem e encontram abrigo, alimento espiritual, compreensão e uma família composta de pessoas que, à semelhança do filho pródigo, um dia decidiram servir na casa do Pai com fidelidade, é o que Deus acrescenta aos salvos. Na casa do Pai, na casa de Deus, há alimento e a horas certas. Cada culto é um banquete espiritual, uma festa feliz em que todos podem participar.

Amigo leitor: Dá estes passos e serás salvo para a eternidade, encontrarás a verdadeira razão de viver, Deus perdoa-te os pecados, e então a felicidade inundará tua alma.



< Voltar