PALAVRA DE DEUS

POR: Manuel Venade Martins (Pastor Evangélico)

E aconteceu que o mendigo morreu. E foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico, e foi sepultado. E no hades, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão, e Lazaro no seu seio (Lucas 16:22-23).

INTRODUÇÃO

O Salmista nos fala a nós, mas indicando que o Reino do Senhor é eterno e o seu domínio será sobre todas as nações (Salmo 145:13). Isto é um povo que crê em Deus com um coração limpo dominará o Senhor sobre as nações e corações vindouros. Do que o leitor vê na atualidade, olhando ao seu redor, olhando como politicamente as nações se dirigem, governam e espiritualmente são ministradas. Nada tem a ver com o Reino de Deus que será estabelecido na totalidade pelo Senhor. Mas na atualidade se faz força contrária ao Reino de Deus, como por exemplo: o ódio não existirá, pelo que o crime não acontecerá, a falsa adoração não acontecerá.

COMENTÁRIO
A VIDA ETERNA

A doutrina cristã da imortalidade, assenta sobre uma coluna na qual o construtor é o próprio Deus. Há os que nela creem e há também os descrentes ou incrédulos, que acreditam e que tal ressurreição é um facto, e que aceitam os alegados factos da revelação como mensageiros da parte de Deus, a questão já está liquidada, o problema está salvo.

Aqueles que não creem, não ficam em boas condições quanto a este assunto, como se Cristo nunca tivesse vindo. Rejeitam totalmente a crença da imortalidade pessoal como superstição sem base, melhor lhes fora que nunca tivessem nascido.

O ensino do Senhor Jesus Cristo, é bastante claro quanto a isto. Ele disse: Não temais os que matam o corpo, e não podem matar a alma (Mateus 10:28)

Qualquer pessoa compreende que, nestas declarações de nosso Senhor, ensina-nos que a alma é algo distinta do corpo, e que continua a vida após a morte deste. Que ambos serão reunidos na ressurreição, também faz parte do ensino de Cristo.

O ensino dos apóstolos coincide em todos os aspetos com o de Jesus Cristo, alem de possuir o elemento adicional de um apelo à ressurreição. É evidente que a plena glória da vida do porvir só será desfrutada após a ressurreição, ter reunido corpo e alma; é igualmente óbvio que no período intermédio, a alma não deixa de existir, nem fica em estado inconsciente, mas permanece com o Salvador na Glória, se for unida a Ele mediante uma fé verdadeira.

Jesus disse ao ladrão moribundo na cruz: Em verdade te digo que estarás comigo, hoje, no Paraíso (Lucas 23:43). Estas palavras foram confirmadas e assim o podemos dizer, que é uma das doutrinas fundamentais do cristianismo, na nossa vida na eternidade, conforme se lê: Em verdade te digo hoje estarás comigo no Paraíso.

A expressão, em verdade te digo, encontra-se muitas vezes nos quatro Evangelhos, sendo uma das expressões mais características de Jesus. Em todos os casos, a mensagem assim anunciada segue-se imediatamente. O Senhor queria garantir ao malfeitor arrependido que não teria de esperar muito. Naquele mesmo dia ficaria com Ele no Paraíso.

Esta também era a expectativa e é o ensino do Apóstolo Paulo, pois ele diz na Epistola aos Filipenses: Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor (Filipenses 1:23). Também escreveu ele ainda com mais clareza: Mas temos confiança e desejamos antes deixar este corpo, para habitar com o Senhor (2ª Coríntios 5:8). O Novo Testamento diz em vários lugares com esta esperança grandiosa de que a vida atual é apenas uma passagem para uma vida muito melhor e duradoura que há de vir para todos aqueles que foram feitos herdeiros da salvação existente em Cristo.

Um dos nossos deveres mais importantes, se desejarmos ser cristãos verdadeiros, nascidos de novo, é manter continuamente esta esperança, procurando olhar não para as coisas terrestres, mas para as celestiais, isto é aplicando a Palavra de Deus (Bíblia) ao seu coração, pensando no que lê, vivendo, dando testemunho e falando como pessoas que são peregrinos e estrangeiros neste mundo, rumo a uma pátria melhor, a saber, a mansão celestial. Isto requer esforço deliberado e constante, conforme se lê: Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra. Não é natural para qualquer um possuir uma mente celestial e isto não acontecerá sem que tenhamos um encontro com Deus e nascer de novo e comunhão com o Espírito Santo. Se o leitor deseja ter um encontro com Deus tudo lhe é possível. O Senhor Jesus espera que o leitor tome uma decisão, e isso compete-lhe ninguém pode tomar o seu lugar, somente o leitor tem de constatar com o Senhor.

O Novo Céu e nova terra, é um mistério penetrável, apenas para o cristão. A ressurreição de Cristo é a nossa grande vitória, que Deus nos legou. Assim sendo, andamos pelo nosso caminho terrestre, de cabeça erguida, sabendo que cada dia traz a nossa salvação mais perto do que era no dia anterior.

Amém



< Voltar