PALAVRA DE DEUS

POR: Manuel Venade Martins (Pastor Evangélico)

Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida. Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora, e agora é em que os mortos ouvirão a voz do filho de Deus, e os que ouvirem viverão. Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo (João 5:24-25.

INTRODUÇÃO

São poucos os que pensam na chegada do dia de sua partida para a eternidade, isto é, seu último dia nesta terra dos viventes, ao que nós chamamos dia da morte. Vou preparar alguns factos.

1º São poucos os que fazem uma pausa, para uma análise espiritual às suas vidas.

2º São poucos os que tiram um pouco do seu tempo para um exame de consciência, à sua maneira de viver, de se reconciliarem com Deus e com o seu próximo.

3º São poucos os que examinam as Escrituras Sagradas, referente à sua alma; um dia partirá para a eternidade e que decisão deverá tomar?

4º São poucos os que leem o Livro Sagrado (Bíblia) para tomarem uma conclusão sobre o seu plano de salvação.

Quero, depois de te falar tudo isto, que sejas um dos quais se decidirão a seguir a Cristo, e preparares a tua vida espiritual com Deus, confessando ao Senhor os teus pecados, para seres perdoado.

COMENTÁRIO

A VIDA DEPOIS DA MORTE

Em toda a vida entoa a realidade da morte, ao nosso redor impera a morte; ela é inevitável para todo o ser vivo. Certo escritor, escreveu certa vez que a guerra não aumenta a morte, se bem que os conflitos armados sejam trágicos, salientou que as guerras não fazem aumentar a incidência de mortes no mundo, em virtude de, com guerras ou sem guerras, a morte será a realidade universal em todas as gerações, porque, embora antes de tempo, todos morreremos. Leia o que diz a Bíblia: Aos homens está ordenado morrerem uma vez (Hebreus 9:27).    

Toda a natureza sofre o processo da morte; no entanto, a maioria das pessoas vivem como se nunca sobreviesse a morte, mas repare que por todo o mundo, homens e mulheres, estão a viver o dia de hoje sem qualquer ideia da possibilidade que Deus lhes oferece para sua salvação eterna.

Ensina a natureza que tudo quanto tem começo também tem fim, o dia principia ao nascer do Sol, mas o Sol põe-se, e as sombras aumentam, e esse dia desaparece para jamais surgir, não seremos capazes de repetir o dia de hoje. Partiu para sempre. A estação do ano vem, e vai, passam as décadas, voa o tempo, envelhecemos pouco a pouco. Um dia morreremos todos. Essa e a promessa do mundo natural.

Surgem as nações, florescem durante algum tempo, e depois entram em declínio. Os impérios políticos tem o seu fim; nem mesmo o mais poderoso dura para sempre. O tempo cobra o seu preço das mais nobres realizações humanas, como  fazem as marés e as devastações do pecado, este é o decreto da história, e a maneira de ser da vida neste planeta.

Ensina a Bíblia que o sistema mundial que conhecemos chegará ao fim, conforme se lê: E o mundo passa e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre (João 2 :17). Afirmou Jesus também:   O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar (Mateus 24:35). Também o apóstolo Pedro escreveu: Mas o dia do Senhor virá; todo o ladrão da noite, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão (2ª Pedro 3:10).

As palavras de Jesus Cristo constituem boas novas para um mundo em crise. Ele dá-lhe um evangelho de esperança. É o Santo Evangelho que Deus te oferece. Pois são as Boas-Novas que oferecem um plano para a sua vida, na eternidade com Deus para sempre, porque o Altíssimo Deus te ama. Porque,  Ele é Deus de misericórdia, e  perdoará ao leitor, isto é: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dos mortos serás salvo (Romanos 10:9).

Por conseguinte exorto o amado leitor que se anime e resolva a seguir a Cristo como seu Salvador Pessoal. Amém.

< Voltar