PALAVRA DE DEUS

POR: Manuel Venade Martins (Pastor Evangélico)

E trouxeram-no a Jesus; e, lançando sobre o jumentinho as suas vestes, puseram Jesus em cima. E, indo ele, estendiam no caminho as suas vestes. E, quando já chegava perto da descida do Monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, regozijando-se, começou a dar louvores a Deus em alta voz, por todas as maravilhas que tinham visto, dizendo: Bendito o Rei que vem em nome do Senhor; paz no céu, e glória nas alturas. E disseram-lhe de entre a multidão alguns dos fariseus: Mestre, repreende os teus discípulos. E, respondendo ele, disse-lhes: Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão (Lucas 19:35-40).

INTRODUÇÃO

Esta foi a única oportunidade para aquele povo de então, que tinham visto bem de perto a poderosa mão de Deus em suas vidas. Vejamos alguns factos:

Quando a  cegueira física e até a espiritual tinham sido dissipados pela poderosa mão de Deus em suas vidas. Quando o entrevado paralítico saltou e começou a andar. Quando o cego Bartimeu milagrosamente é curado da cegueira, e logo começou a ver (Marcos 10:45). Quando dez leprosos foram curados e somente um veio dar Glória a Deus (Lucas 17:17). Quando cinco pães e dois peixes, alimentou mais de 10,000 pessoas ao todo e sobraram 12 cestos. Todos esses e outros milagres deveriam ser o suficiente para mover o nosso coração, e nós deveríamos - nos levantar do lugar onde vivemos e irmos a casa do pai ouvir a sua palavra, e louvar a Deus e prestar-lhe a ultima homenagem. És tu amigo um dos participantes do cortejo NUPCIONAL ao Senhor Jesus?

COMENTÁRIO

ÚLTIMA HOMENAGEM A JESUS

Para que se cumprissem todas as escrituras que estavam escritas no livro dos Salmos e demais escrituras sagradas, Jesus enviou dois discípulos a uma aldeia perto buscar o jumentinho para ser utilizado na sua última viagem a Jerusalém. Segundo se lê nos versículos 29 a 34, conforme as instruções que o Senhor Jesus lhes deu aos dois discípulos, assim foi achado o jumentinho e o trouxeram a Jesus, e o montaram em cima, com as suas vestes usuais (V. 35).

Foi a partir desse momento que se deu o início da sua viagem derradeira que profeticamente estava narrado nos livros sagrados; sua missão estava-se cumprindo, todos os seus passos proféticos estavam-se completando. Os enfermos e doentes tinham sido curados, os cegos viam, os paralíticos andavam e até os mortos tinham sido ressuscitados; sua missão estava-se cumprindo cabalmente. depois de terem chegado perto da descida, junto ao Monte das Oliveiras.  O povo que tinha sido tão grandemente beneficiado concorreu e acompanhou a Jesus, estando seus vestidos (roupas) como homenagem ao Rei da glória. Mas Aconteceu que chegando ao monte das oliveiras (v. 37) se deu o momento mais alto de regozijo, porque toda a multidão dos discípulos, todos unidos começaram a dar louvores a Deus em voz alta, com a maior expressão dos seus lábios, que saiam de corações agradecidos ao Deus altíssimo cumprindo-se as palavras que estavam escritas no livro do Senhor: Bendito aquele que vem em nome do senhor; nós vos bendizemos desde a casa do Senhor (Salmo 118:26).

Que alegria  espontânea se via em cada rosto dos acompanhantes, que se faziam participantes do cortejo ao Senhor e nosso Salvador, ali estavam presentes; é como alguém que se quer despedir dos seus amigos chegados, e lhe dar o último abraço de afeto e amor. No dito lugar, ou seja monte das Oliveiras se deu a maior reunião dos crentes, com seu Mestre, que muitos sem se aperceberem estavam dando o cumprimento da Palavra de Deus, estavam perfazendo o que Deus tinha dito pela boca do seus santos profetas, centenas e centenas de anos lançada no cânon sagrado. Vejamos o que o profeta messiânico anunciou dizendo assim: O povo que andava em trevas viu uma grande luz e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz (Isaías 9:2). 

Foi precisamente predito pelo profeta do Senhor, que o Senhor Jesus iria resplandecer sobre aqueles que viviam debaixo de neblina ou sombra da morte sem esperança, sem salvação, e por conseguinte sem a presença de Deus em suas vidas, destinados à perdição. A coisa mais preocupante na agenda de Deus, foi, é, e será resplandecer na vida das pessoas que andam afastados da luz que provem de Deus através do Espírito Santo, como pessoa Divina e única, que é infalivelmente necessária para iluminar os corações, envolvidas constantemente nas trevas  do pecado. Essas práticas obscuras das trevas, lhes tem invertido o verdadeiro sentido e até chegam ao cumulo de lhes chamarem enfermidades ou doenças modernas. 

Se ainda é possível, para todos que estão lendo este meu artigo, aceitarem e compreenderem que na verdade, tudo isso envolvente em sua maneira de viver, é exatamente a nuvem maligna de engano e fingimento de uma enfermidade não existente, que se quer mais ou menos se assentar em suas vidas quotidianas. Ora isto não é nada   doença, não é nenhum vírus tampouco, mas outrossim a pura influência diabólica e astuta do maligno. Que penetra nas mentes frágeis de certos indivíduos e criaturas que vivem alienados e fora dos santos caminhos do Senhor, sem se aperceberem que necessitam da luz do altíssimo.

Pois isto, há a necessidade de acreditar na sua palavra, crer em Jesus Cristo e aceitá-lo como seu único e suficiente Salvador pessoal.



< Voltar