PALAVRA DE DEUS

POR: Manuel Venade Martins (Pastor Evangélico)

Aplica à disciplina o teu coração, os teus ouvidos, as palavras do conhecimento. Filho meu, se o teu coração for sábio alegrar-se-á o meu coração, sim, o meu próprio. Dá-me, filho meu o teu coração e os teus olhos observem os meus caminhos (Provérbios 27:12,15,26)

INTRODUÇÃO

Sobre o nosso coração e nossos lábios, o Salmista diz assim: Põe ó Senhor, um guarda à minha boca, guarda a porta dos meus lábios, não inclines o meu coração para o mal (Salmo 143: 3-4).

Na realidade, é esta oração que nós precisamos fazer a cada dia, a Deus em nome do Senhor Jesus, pelas nossas fraquezas físicas e espirituais também, que se não tivemos cuidado, e acabamos por as praticar, caímos em iniquidade, ou seja em pecado. Como sabemos que do coração (alma e espírito) procedem as saídas da vida. O que está em causa é o nosso homem interior, que se pode contaminar com a prática do pecado, que se aproxima velozmente de cada um.

O Senhor Jesus disse; que o que contamina o homem, não é o que entra pela boca do homem, mas o que sai dele, isso é o que contamina o homem (Marcos 7:15).

COMENTÁRIO

COMO ESTÁ TEU CORAÇÃO

O nosso coração está longe de Deus? Quantas pessoas frequentam uma igreja, levam exteriormente uma vida exemplar, mas no coração estão longe de Deus: A verdade é que não tem uma experiência cristã na qual Cristo permanece no coração durante todo o dia, que deveria, contudo, permanecer. Ensina, todavia, a Bíblia ser o nosso coração uma espécie de cofre onde estão guardados todos os tipos de males. nele procedem todos os maus desígnios, 0 adultério, que se pratica com o corpo, inicia-se no coração e na mente. Dele procedem também a prostituição, os furtos, os homicídios, a maldade, o engana, a blasfémia e a soberba, como Jesus ensinou (Mateus 7:21-23).

A Bíblia diz a ainda que o nosso coração está obscurecido, quantas, pessoas hoje possuem um coração obscurecido: Fico admirado com a ignorância espiritual do mundo. Isso advém do facto de as pessoas não conhecerem Deus, nem a Bíblia, nem o plano de Deus pare o homem, é por isso que cometem tantos erros.

Deus criou o homem á Sua imagem a fim de desfrutarmos comunhão com Ele. Sem Deus, porem, o nosso coração fica obscurecido. O pecado imobiliza a nossa vontade, cauteriza a nossa consciência e endurece o nosso coração.

O próprio homem pode endurecer o seu próprio coração para com Deus. Faraó, por exemplo possuía um coração endurecido. Lemos assim.  Disse o Senhor a Moisés, o coração de Faraó está obstinado; recusa deixar ir o povo (Êxodo 7:14). Então Deus mandou as dez pragas com o objetivo de abrandar o seu coração. A cada uma ele prometia que deixaria o povo sair do Egito onde os Hebreus eram escravos. Mas depois não deixava; não cumpriu nenhuma das promessas que fez.

Quantas vezes o leitor já ouviu a pregação do Evangelho? E quantas vezes, no meio de uma situação penosa, já fez promessas mais ou menos assim: Senhor, se. Tu me livrares desta dificuldade, eu servir-te-ei, eu crerei em Ti, eu confiarei em Ti, acabou, porém, não fazendo nada disto. Qual é a atitude de Deus para com o nosso coração? Ele conhece-o, pensamos no Deus Todo-Poderoso examinando o nosso coração. Nós não podemos enganá-lo, nada podemos esconder d. Ele. O Senhor conhece todos os nossos segredos.

Entretanto existe uma solução, a Bíblia fala diversas vezes acerca do Sangue de Cristo. Se Jesus não houvesse morrido na cruz e derramado o seu sangue por nós, não poderíamos receber o perdão dos pecados (Hebreus 9:22). Só podemos receber o perdão se formos purificados pelo sangue de Jesus.

Deus prepara o nosso coração, e faz isso através do Espírito Santo e das experiências que vivemos. Depois Ele abre o nosso coração e ilumina-nos, sem essa preparação, isto é, sem que o Espírito Santo ilumine, não podemos receber a Cristo. A salvação vem de Deus.            Nós recebemo-la, mas é totalmente operada por Ele. Foi Deus quem mandou o Seu Filho morrer na cruz. É Ele quem manda o Espírito Santo convencer­-nos. E é Ele quem possibilita a experiência de recebemos Cristo como nosso salvador pessoal.

Como é que recebemos de Deus essa nova vida? Primeiramente temos que nos arrepender dos nossos pecados, necessitamos de orar a Deus: Ó Senhor, sou um pecador, estou arrependido, estou disposto a mudar a minha maneira de viver. Quando dizemos, estou disposto, damos mostras de arrependimento. Recordemo-nos, todavia, que não podemos fazê-lo sozinhos. Deus terá de ajudar-nos até mesmo a arrepender-nos.

Aí, então, recebemos Jesus Cristo pela fé; depositamos toda a nossa confiança no Senhor e na sua ressurreição, pois Deus ressuscitou-O dos mortos. Cristo está vivo, assentou-se à direita de Deus (Marcos 16:19).

O leitor quer abrir a porta para Cristo agora mesmo? Entrará em seu coração.



< Voltar