PALAVRA DE DEUS

POR: Manuel Venade Martins (Pastor Evangélico)

Porem, lembra-te de mim, quando te for bem; e rogo-te que uses comigo de compaixão, e que faças menção de mim a Faraó, e faz-me sair desta casa; porque, de facto, fui roubado da terra dos Hebreus; e tampouco aqui, nada tenho feito para que me pusessem nesta cova. O copeiro-mor, porem, não se lembrou de José, antes se esqueceu dele (Génesis 40:14-15, 23).

INTRODUÇÃO

Na parábola do rico e de Lázaro diz assim. Disse porem Abraão. Filho lembra-te de que recebestes os teus bens em tua vida e Lázaro somente males e agora este (Lázaro) é consolado e tu atormentado (Lucas 16:25).

Através desta sua Palavra, Deus nos faz lembrar, que nós como criaturas humanas que somos, em parte, devemos reconhecer as nossas faltas e pecados e lembrar-nos que o Senhor se entregou por nós, para nos salvar. Mas, à semelhança do homem rico material, que só pensou nas suas riquezas materiais, nunca procurou buscar a Deus, numa igreja local, buscar uma Bíblia e ler, porque é a Palavra de Deus, para se lembrar do seu Criador e do seu sacrifício naquela cruz do Calvário, em nosso lugar.

As escrituras dizem que no dia da nossa partida, com destino à eternidade, o Senhor se lembrará dos seus servos fiéis, mas no dia amargo da partida dos infiéis o Senhor não se lembrará dos tais servos, para os salvar da perdição, porque não quiseram escolher os Caminhos de Deus.

COMENTÁRIO

SENHOR LEMBRA-TE DE MIM

Segundo a leitura íblica que se encontra no cabeçalho, venho a propósito recordar José do Egito, filho de Jacó, que seus irmãos o tinham vendido para o Egito, e depois de estar servindo na casa de Potifar, a mulher fraudulosamente o acusou e seu marido o meteu na prisão. Inocente e injustamente, só porque não satisfez os desejos pecaminosos da mulher de Potifar.

Ali, naquele lugar, esquecido de todos, menos de Deus, um dia ele desvenda o mistério dos sonhos do padeiro e do copeiro mor; o primeiro iria ser morto, mas o segundo iria ser posto em liberdade voltando ao seu serviço distante do rei, então José lhe pede: Lembra-te de mim quando te for bem; usa de compaixão para comigo (Génesis 40:14). Do mal todos se lembram, mas do bem todos se esquecem, assim José continuaria preso, se não fora a intervenção de Deus. Há que fazer alguma coisa a favor dos cativos de Satanás. Quando te for bem, lembra-te diante do Rei dos que ainda estão presos.

Por muito que queiras esquecer, a necessidade da tua vida, e até do teu próximo, não poderás calar a voz da consciência que declara que és um pecador perdido e condenado. Não precisas que outros te lembrem este facto real, contudo aqui estamos para te ajudar. O autor do Salmo 106, no verso 4, tem esta expressão que reflete bem o estado da sua alma, conforme se lê: Lembra-te de mim Senhor, visita-me com a Tua salvação. Perguntamos-te: Já experimentaste fazer o mesmo? Não aflijas mais a tua alma, chega-te a Deus e Ele se lembrará de ti, e te salvará, só Ele através de Jesus Cristo, te pode salvar.

Houve em tempos remotos um homem de Deus, chamado Neemias, que apesar de se encontrar longe da sua pátria, ele sofria em seu coração tristeza profunda, por saber do triste estado em que se encontrava Jerusalém, mas não ficou por aqui, pois logo teve a feliz ideia de ir em seu socorro. Então em sua oração diz ao Senhor: Lembra-te de mim para o bem, ó meu Deus! (Neemias 5:19).

Já alguma vez te lembraste de te dispores a agir para o bem dos outros? Eras um pecador perdido, agora és salvo pela graça de Deus; Se é que já ressuscitaste com Cristo, para uma nova vida (Colossenses 3:1). Se, todavia, ainda não nasceste de novo, roga então ao Senhor que se lembre de ti para o bem. Quantos teus familiares ou até compatriotas permanecem ainda presos ao pecado, porque te esqueceste deles!

À hora em que Jesus foi crucificado recebendo sobre si mesmo o castigo que era devido a cada pecador, houve dois pobres criminosos que também foram crucificados, com a diferença bastante grande de que eles estavam a receber o castigo merecido devido aos seus feitos pecaminosos, mas Jesus nenhum mal fez. Ele é Santo em toda a Sua essência. Então um deles começou a blasfemar, enquanto o outro consciente de que era pecador, se volta para Jesus e lhe suplica: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no Teu reino! (Lucas 23:42). Foi uma grande decisão a deste homem, pois Jesus lhe disse de imediato: hoje estarás comigo no Paraíso! Enquanto o blasfemador foi parar ao hades (inferno), onde permanecerá pela eternidade fora. Caro amigo, não endureças o coração ou negues receber a Jesus Cristo como teu suficiente Salvador. Digo-te, de coração, volta­-te para Jesus e pede-lhe que se lembre de ti.

Agora ainda estás a tempo, se com arrependimento sincero lhe confiares o teu coração. De contrário poderás um dia ouvir de Deus: lembra-te que em tua vida terrena tiveste o que escolheste (Lucas 16:25). O homem vive os seus pecados com prazer e quando sofre as consequências é que se em aflição e clama. Mas para muitos é tarde demais, como foi o caso deste homem da parábola. Para o perdido é um aviso para a Salvação, porque Deus não tem prazer na morte dele. Tu que me acabas de ler este comentário, lembra-te enquanto é tempo, amado leitor.



< Voltar